Celebração Religiosa

ORIENTAÇÕES SOBRE A MÚSICA NO CASAMENTO RELIGIOSO (CATÓLICO)

 

As músicas para as celebrações de casamento são definidas pelos noivos sob assessoria do Grupo Sonatta! Vale lembrar que de acordo com cada ambiente a ser celebrado o matrimônio o repertório pode variar, com canções que vai do Clássico, Erudito, Pop Rock, Gospel, Católicas, MPB entre outras tendências.

NOTA: Para casamentos na Igreja Católica somente será permitido repertório católico ou clássico. (Geralmente as igrejas tem uma relação de músicas que são permitidas para a celebração do matrimônio). O Grupo Sonatta também dispõe desta relação.

O Rito do Matrimônio é, como toda Liturgia da Igreja, um ato orante. Desse modo, todos os elementos devem estar dispostos de tal modo que favoreçam a oração de todos, sobretudo dos nubentes. Por isso, as músicas que compõem o repertório devem ter sido compostas num contexto cristão e católico. Desse modo, AS MÚSICAS DEVERÃO SER ESTRITAMENTE LITÚRGICAS, CATÓLICAS OU CLÁSSICAS (ERUDITAS). Isso significa que não serão permitidos, de forma alguma, cantos ou músicas que fujam do espírito religioso da celebração, tais como músicas populares e temas de novelas ou filmes etc. Também não é permitida a execução de qualquer música, mesmo instrumental, durante as diversas partes do rito como fundo musical: nem na Liturgia da Palavra, nem durante o consentimento dos noivos, a troca de alianças ou a bênção nupcial. A clarinada pode ser realizada no corredor na porta, meio e na frente do altar (proibido subir no presbitério).

A equipe de música, portanto, deverá estar atenta ao horário e ao andamento do rito para que possa adequar-se e, conforme o caso, não tocar a música toda para não prejudicar o andamento da cerimônia. Havendo comunhão eucarística, neste momento do rito, deve-se tocar ou cantar música que fale da sagrada Eucaristia para ajudar na oração de todos, sobretudo do casal.

 

Texto adaptado do Documento Diocesano sobre a Celebração do Matrimônio